Cascavel, Londrina e Maringá reeditam finais do Paranaense Juvenil

De Maringá, Jaqueline Galvão - Estão definidos os quatro finalistas da Chave Ouro do Campeonato Paranaense de Handebol Juvenil. Em partidas realizadas na sexta-feira (1º.11), no ginásio de esportes Chico Neto, em Maringá, as equipes que se enfrentaram pelo título em 2018 vão reeditar a final da temporada 2019. O reencontro entre os atuais e vice-campeões acontece neste sábado (02.11), a partir das 11h30 no feminino e às 13h30 no masculino. As duas decisões serão transmitidas ao vivo pelo facebook e pelo canal do youtube da Paraná Handebol. 
 
Cascavel chega à final com status de favorita: única equipe que não perdeu nenhuma partida na competição (Foto: Jaqueline Galvão/LHPR)
 
Única equipe a chegar à reta final com 100% de aproveitamento, a seleção feminina Santa Maria/ACH/Cascavel dominou o jogo do início ao fim, mostrando o porquê é atual vice-campeã da categoria sub-18. Diante de Santo Antônio do Sudoeste, as cascavelenses impuseram seu ritmo de jogo, com contra ataques em velocidade e uma defesa bem postada, venceram as adversárias por 32 a 17, com parciais 18/09 e 14/08. Para coroar a vitória, Camille Cadide foi eleita atleta destaque, enquanto Isabelly Santos e Karen Ferreira foram as maiores goleadoras, cada uma assinalou seis gols. “Em função da idade, nossa equipe é um pouco mais velha que a de Santo Antônio do Sudoeste, então isso, querendo ou não, fez a diferença e o placar acabou mostrando isso”, avaliou o técnico da serpente, Marcos Galhardo.
 
Com uma preparação intensa, o profissional afirma que o elenco atingiu todos os objetivos propostos para a temporada, fazendo todas as finais das competições que participou, tendo conquistado o título da Paraná Handebol Cup, dos Jogos da Juventude e da Copa Ubiratã, além da prata no Campeonato Paranaense de Handebol Cadete e dos Jogos Escolares. “Já atingimos todos os nossos objetivos esse ano, está tudo dentro das nossas expectativas. Ganhar ou perder contra Maringá vai fazer parte do jogo, se ganharmos ótimo, nos preparamos pra isso, se perdermos também tenho certeza de que o título vai ficar em boas mãos, mas, claro, nós viemos pra tentar ganhar a competição”, ressaltou Galhardo.
 
Sem perder um jogo até aqui, o treinador diz que não vê sua equipe como favorita ao lugar máximo do pódio, mais que vão ‘brigar’ pra levar esse título pra casa. “Não vejo a equipe como favorita, as meninas terminaram a primeira fase invictas, mas foram jogos iguais, nós poderíamos ter perdido, mas tivemos o privilégio e a sorte de ter vencido, não me coloco como favorito, será um jogo muito difícil, obviamente que vamos buscar ganhar, porém as duas equipes se conhecem bem e tem se enfrentado nos últimos três anos de igual pra igual”, frisou Galhardo. 
 
Maringá defende título em casa (Foto: Jaqueline Galvão/LHPR)
 
Jogando em seus domínios, a Prefeitura de Maringá/Unimed/Unicesumar mediu força com o selecionado do Sejuv/Sarandi Handebol e mostrou porque é a atual detentora do título estadual, superando as rivais por 42 a 32, com parciais 19/16 e 23/16. Autora de 12 gols, a maringaense Lara Gotardo foi o nome do jogo, levando o prêmio destaque da partida. “Tivemos bastante dificuldade na defesa e alguns problemas de contusão, então se conseguirmos acertar a defesa vamos fazer um bom jogo, que acredito que será decidido nos momentos finais, uma vez que contra Cascavel sempre fizemos jogos equilibrados, tanto quando ganhamos tanto quanto quando perdemos, então quem errar menos leva mais vantagem neste jogo”, analisou a técnica Clarice Braga, que para decisão contará com os desfalques de Gabriela Silva, Lorane, Lauani Rocha e Raynara Fernandes.
 
Competição masculina
Campeão em 2018, o elenco masculino da Prefeitura de Maringá/Unimed/Unicesumar enfrentou o selecionado do Jussara Handebol, medalhista de bronze da última edição da competição. Confiantes, o elenco jussarense abriu o placar e se manteve à frente nos primeiros 15 minutos, quando os donos da casa conseguiram igualar o marcador, virar o jogo, abrir vantagem e administrar até o apito final, ganhando de 36 a 26, com parciais 15/11 e 21/15. Com oito gols, o jussarense Matheus de Souza foi o maior goleador da partida, enquanto o maringaense Gabriel Campener foi eleito atleta destaque.
 
Maringá vai em busca de manter título em seus domínios (Foto: Jaqueline Galvão/LHPR)
 
 “Já sabia que seria uma semifinal bem dura contra um time muito bom, mais quando a nossa defesa encaixou conseguimos abrir o placar e finalizar com tranquilidade. Tivemos inúmeras chances de abrir antes o placar, mas pecamos nas bolas de 6 metros”, expôs o técnico Marlon Araújo (Biroto), acrescentando: “É uma responsabilidade você representar Maringá, primeiro porque aqui é uma escola, essa é uma equipe que normalmente está chegando entre os quatro, então vamos tentar concretizar mais este título, agora dentro de casa”, frisou. 
 
Mais uma vez na final, Londrina vai 'brigar' para levar o título da Chave Ouro pra casa (Foto: Jaqueline Galvão/LHPR)
 
A última vaga à final foi decidida entre MRV/Unicesumar/Unimed/Londrina e ACH/Associação Cascavelense de Handebol. Superior em quadra, os londrinenses emplacaram a vitória ainda no primeiro tempo, quando abriram 10 bolas de vantagem sobre os adversários, vencendo o confronto por 35 a 26, com parciais 21/12 e 14/14. Além da classificação à final, Pablo Pires comemorou a indicação de atleta destaque do jogo. “É uma satisfação estar mais uma vez na final, nos preparamos muito pra chegar até aqui, sabemos que jogar contra Maringá dentro de casa não será fácil, e é um jogo de quem errar menos vence a partida”, afirmou o técnico Leandro Vínicius Floriano, complementando: “O segredo é uma defesa forte, consistente, e no ataque errar o menos possível, principalmente nas situações um contra o goleiro.”
 
As decisões de 3º lugar começam às 08h30 no feminino e às 10 horas no masculino. Álbum completo com a cobertura fotográfica da competição pode ser conferido no Flickr da Paraná Handebol. Mais informações sobre a Chave Ouro podem ser conferidas clicando aqui.
 
O Campeonato Paranaense de Handebol Juvenil conta com o apoio da Prefeitura de Maringá, por intermédio da Secretaria de Esportes e Lazer, da Federação Internacional de Handebol (IHF), da Confederação Brasileira de Handebol, do Instituto Paranaense de Ciência do Esporte, da Associação Paranaense de Árbitros de Handebol (APAH), do CREF9/PR e da Kempa.

Destaques

Parceiros

Contato

LHPR / PARANÁ HANDEBOL facebook.com/paranahandebolhpr
twitter: paranahandebol
instagram:parana_handebol
flickr: paranahandebol
(44) 99988-6768 parana@paranahandebol.com.br